sexta-feira, 14 de junho de 2013

[RESENHA] – Equinócio – A Primavera

A cidade do Rio de Janeiro é o pano de fundo onde a estudante de medicina Clara vive sua rotina diária com a família e amigos. O que ela não imaginava é que tudo o que acreditava estivesse prestes a mudar, com a visita inusitada de um anjo. As força do mal ameaçam escravizar a raça humana e, para impedir, o anjo da guarda Nath-Aniel (Nate) vem à Terra, disfarçado de humano, para alertar sua protegida Clara de que sua vida está em risco. Proibido de agir em nome dos humanos e alterar seus destinos, o anjo acaba por se envolver demasiado quando revela a Clara que o pai dela, um renomado cientista, é o responsável pela descoberta que despertou as forças do mal: a fórmula da perpetuação da vida humana (criônica). Toda a missão da legião de anjos celestiais é colocada em risco quando Nate e Clara se apaixonam.




INFORMAÇÕES
Edição: 1
Editora: Dracaena
ISBN: 9788564469815
Ano: 2012
Páginas: 440

Skoob: [LINK AQUI



“O amor começa no limite da luz e da sombra”

Tal frase não poderia descrever melhor a história que Lu Piras nos apresenta em seu primeiro livro da série.

Equinócio começa sua história nos apresentando Clara, estudante de medicina e filha de um renomado cientista e funcionário de um grande laboratório de pesquisas, uma jovem de vida aparentemente comum, mas que começa a desconfiar ter lapsos de memória devido a acontecimentos recentes. E antes que possa se criar maiores teorias sobre o assunto, temos um novo acontecimento que muda completamente o foco da história trazendo com ele não apenas novas dúvidas, mas também uma resposta ao “problema” da jovem.

É também nesta parte que somos apresentados a Nath-Aniel, ou, como ele mesmo prefere, simplesmente Nate, o anjo da guarda de Clara. Desde o início é notória a forte ligação emocional entre os personagens, que vai crescendo e tornando-se ainda maior ao decorrer do livro. Eles se amam e esse fato é indiscutível (ainda que não admitido por parte de ambos durante um bom tempo), porém existem fatores que impossibilitam que o romance se concretize. O maior, e abordado durante praticamente todo o livro, é que Nate é um anjo e, como tal, não pode se envolver emocionalmente com humanos. Aliado a isso temos o fato de que o anjo não possui um corpo físico, pois o que Clara vê nada mais é do que um tipo de “código” de energia materializado em imagem.

Contudo, ainda que seja um fator presente de maneira forte, o romance dos dois não é o foco principal da história. Todos os acontecimentos giram em torno da descoberta feita pelo pai de Clara, o Dr. Maurício Chevallier: a fórmula da perpetuação da vida humana, chamada de criônica, que consiste no processo de preservação em baixas temperaturas de humanos que não podem mais ser mantidos vivos pela medicina contemporânea, na esperança de que a cura e reanimação sejam possíveis no futuro. Essa descoberta, capaz de mudar completamente o mundo e as leis que o regem, causa ambição em forças sobrenaturais que farão qualquer coisa pela posse de tal poder.

Um ponto interessante são as várias referências populares inseridas ao longo da história como o perfil fake de Deus no Twitter (@OCriador), Dr. House, Clark Kent e Lois Lane, Marion Zimmer Bradley e “As Brumas de Avalon”, criando assim uma ligação ainda mais próxima com grande parte do público. Um exemplo disso, e também uma das minhas passagens favoritas do livro, sem dúvida foi:

“Nate tira um aparelho celular do bolso e conecta ao vivo, não o site do JCB mas o canal 15 da Net. Acompanhamos o páreo quatro ao vivo e em cores, da tela de um iPhone. É a tecnologia a serviço da paranormalidade.” (Pág 127)


Critérios de Avaliação 

a) Arte da Capa: 
A capa de Equinócio é um show a parte. Em uma arte belíssima temos o Cristo Redentor ao fundo e a protagonista de costas, ao centro, por entre flores de jasmim (aroma que a remete ao anjo) e penas, em uma clara menção a Nate.

b) Trama: 
A história toda se passa sob o ponto de vista de Clara e possui uma narrativa leve, diria até mesmo que “limpa”, capaz de te prender com facilidade. O livro é ambientado no Rio de Janeiro, com suas paisagens deslumbrantes e convidativas. Também é cheio de referências pop, criando assim uma proximidade maior com o público.

c) Caracterização dos Personagens: 
Devo salientar o fato de que Lu conseguiu construir (e muito bem, diga-se de passagem) os mais diversos tipos de personagens, com suas personalidades tão distintas e verossímeis. Destaque para Olívia, a irmã mais nova da protagonista, e para Jonas, um bad boy que atormenta a vida de Clara desde que ela consegue se lembrar.

d) Qualidade do Livro (papel, letra, erros, etc.):
Com folhas amareladas e não porosas, possui uma diagramação simples, porém muita boa. Pecou apenas na revisão, pois, ainda que não afete o entendimento de maneira geral, alguns erros ortográficos e gramaticais podem se mostrar um pouco incômodos para leitores mais exigentes.

e) Comparação com outras obras do Gênero: 
Com certeza é o tipo de livro que pode agradar não somente aqueles que gostam de histórias de anjos com certo toque de suspense e mistério como também os apaixonados por romance.


Nota: 4

3 comentários:

  1. Adoro história com anjos e fantasia em geral, gostei muito da sua resenha!

    Estandy Books - A Estante da Andy

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei muito deste livro e pretendo continuar com a leitura, espero que o próximo livro não demore.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Josy!

    Obrigada pela sua resenha! Fico sempre muito feliz com o feedback dos leitores, pois além de fortalecer o meu objetivo na literatura, me ajuda a ver a história com os olhos do leitor e avaliá-la junto com ele.
    Excelente!

    Beijocas,

    Lu

    ResponderExcluir

Postagens populares