segunda-feira, 11 de março de 2013

[RESENHA] - O Poder dos Seis


Informações:
Edição: 1
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580571219
Ano: 2011
Páginas: 320
Tradutor: Débora Isidoro
Skoob: [LINK AQUI]



Sinopse: O planeta Lorien foi devastado pelos mogadorianos, e seus habitantes, dizimados. Exceto nove crianças e seus guardiões, que se exilaram na Terra. Eles são como os super-heróis que idolatramos nos filmes e nos quadrinhos – porém, são reais.

O Número Um foi morto na Malásia.

O Número Dois, na Inglaterra.

E o Número Três, no Quênia.

Tentaram pegar o Número Quatro, John Smith, em Ohio, e falharam.

Em O poder dos seis, John, a Número Seis e Sam se recuperam da grande batalha contra os mogadorianos, de quem ainda fogem para salvar a própria vida. Enquanto isso, a Número Sete está escondida em um convento na Espanha, acompanhando pela Internet notícias sobre John. Ela se pergunta onde estão Cinco e Seis, imaginando se um deles é a garota de cabelo preto e olhos cinzentos de seus sonhos, cujos poderes vão além de tudo o que ela já imaginou, aquela que tem a força necessária para reunir os seis sobreviventes.





Caso você não tenha lido o primeiro livro da série “Os Legados de Lorien”, recomendo você ler a resenha de Eu Sou o Numero Quatro, pois saiba que pode conter spoilers do primeiro livro.

Superação! Sem dúvida essa é uma das palavras que posso usar para descrever este livro. Hoje me arrependo de não ter lido antes Eu Sou o Número Quatro. Por pura enrolação havia ignorado essa série e assim que terminei “O Poder dos Seis” percebi que esse realmente foi um dos maiores erros literários que eu havia cometido. Um dos livros mais intensos que já li! É surpreendente como podemos nos envolver com uma história a ponto de só largar o livro com a leitura finalizada.

Nesse livro somos apresentados a uma das melhores personagens dessa série: Mariana, a número Sete. Que vive em um orfanato (convento) na Espanha com sua Cepân Adelina. Com apenas 17 anos, Marina é uma adolescente com uma maturidade sensacional, algo que sua própria Cêpan não possui, pois acaba esquecendo-se de onde veio e qual é sua missão na Terra, apenas se preocupando com assuntos religiosos. Por conta disso, Marina faz o “trabalho” de Adelina, buscando assuntos relacionados a outros Lorienos. Por conta disso acaba achando na internet John Smith, que está convencida de ser um deles e fará de tudo para encontrá-lo.

Enquanto isso John, Seis e Sam são foragidos do FBI, por conta do acontecido no final do primeiro livro, John ainda precisa fugir dos Mogadorianos, afinal ele é o próximo. Durante essa fuga tomamos conhecimentos de diversas coisas, como o que tem na arca, o passado da Seis e até mesmo o que aconteceu com o pai de Sam.

Um dos detalhes que não deixa abandonar o livro é a narração. Dessa vez há uma intercalação entre John e Marina. A cada final de capitulo (onde há troca dos personagens na narração) os autores deixam um suspense no ar. O que será que vai acontecer com John, e com Marina? E só podemos ler em dois, ou três capítulos à frente. Isso ajuda a prender o leitor na leitura, atiçando a curiosidade em uma gostosa tortura, pois quando algo pega fogo com um grupo o capitulo acaba e você só vê o que acontece alguns capítulos depois.

Depois desse livro apenas confirmei algo que já estava mais que evidente: essa série é uma das minhas favoritas! Ainda estou em choque por conta do desfecho final desse livro. Assim que acabou eu pensei “COMO ASSIM?” o que diferente do primeiro livro não aconteceu. Por sorte já tenho em mãos a Ascensão dos Nove, o terceiro da saga e vou poder matar minha curiosidade.

Ainda preciso dizer que recomendo esse livro? Se você não gostou tanto do primeiro volume, acho válido você dar uma segunda chance e ler o segundo volume. Tenho certeza que não se arrependerá!



Critérios de Avaliação

a) Arte da Capa:
Seguindo o estilo de seu antecessor, O Poder dos Seis é um livro que tem várias versões de capa. Mas a versão que a Intrínseca trouxe para o Brasil é a azul, com um símbolo Lorieno formados por bolhas de água. O titulo também é em relevo e a impressão que passa é de ser o extremo oposto do primeiro (que lembrava chamas), com a calma e a tranquilidade que a água passa.


b) Trama:
A trama cresceu, a teoria de conspiração chegou a um nível absurdo e as perguntas aumentaram e a formula persiste, pois a cada pergunta respondida leva a mais outra pergunta e assim por diante. A história virou um caleidoscópio de informação, girando alucinado e envolvendo o leitor.


c) Caracterização dos Personagens:
Os personagens continuaram sendo trabalhados com maestria. As inseguranças, os medos e os problemas da idade continuam, mas é perceptível que todos evoluíram conforme a história avançou e que suas prioridades mudaram. Ficaram mais maduros e fortes emocionalmente, como a historia pede.


d) Qualidade do Livro (papel, letra, erros, etc.):
A diagramação e a revisão estão ótimas, como é o padrão da Editora Intrínseca. O papel é poroso e cor de creme mais fosco. As letras são médias. E novamente há vários símbolos Lorienos (que eu acho terrivelmente lindos) usados nas quebras de cena.


e) Comparação com outras obras do Gênero:
O Poder dos Seis reforça a ideia de inovação para o gênero ficção cientifica que predomina no Eu Sou o Numero Quatro. A teoria de conspiração se fortifica e ganha ainda mais. Com muita cena de ação e um ritmo alucinante O Poder dos Seis se equipara facilmente aos grandes clássicos do gênero.


Nota: 5,0


4 comentários:

  1. Ouunt eu preciso ler eu ganhei a Ascensão dos Nove, mas preciso comprar os 2 primeiros, estava meio em dúvida, mas agora... acho que vou comprar sim! (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu recomendo MUITOOOO!!! Mesmo sendo suspeita pra isso... xD
      Depois que ler me diz o que achou, ta?

      Abraços

      Excluir
  2. Eu quero muito ler esse livro. Já li Eu sou o número quatro e tenho me esperando na estante, A Ascenção dos nove. Quero ler toda a série, mas ainda não tive a oportunidade de ler esse livro para dar sequencia a leitura.

    ResponderExcluir
  3. Este livro me deu mais vontade ainda de continuar lendo a série. Gostei muito e realmente Marina me surpreendeu também.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Postagens populares