sábado, 25 de fevereiro de 2012

Resenha - Os Filhos de Húrin



Olá pessoal!
Veremos hoje mais uma resenha...
Desta vez trazemos o consagrado J.R.R. Tolkien com o livro: Os Filhos de Húrin.


A história conta a trajetória de vida do Herdeiro de Dor-Lómim, Túrin Turambar, um jovem guerreiro, astuto e hábil, tanto com as mãos, como com as palavras.
Ela relata que, como um simples homem mortal, realizou feitos extraordinários por toda a Terra Média.

 Com certeza Os Filhos de Húrin, é um dos mais aclamados livros de Tolkien, e também o mais adulto. Sendo considerado pela crítica o mais sombrio.

Embora Tolkien possua uma característica de escrita que não agrada muitas pessoas; que são as inúmeras descrições de ambientes e caracterização de personagens. A história consegue ter uma fluência muito boa.

O livro em si, foi organizado pelo seu filho Christopher  Tolkien, o que pode ter alguma influência no decorrer da história, mas nada que seja altamente perceptível.

A história se dá em meio às guerras e conflitos, entre os já conhecidos povos de Tolkien: Elfos, Homen, anões e Orcs.

Para quem gostaria de ler, recomendo que faça uma preparação antes, lendo o livro: O Silmaríllion. Pois Os Filhos de Húrin, nada mais é, do que uma pequena parte da grandiosa história que conta o início de tudo.

O vilão da história não é Sauron, como todos já estão acostumados de ver em O Senhor dos Anéis e em Akallabêth; mas sim Melkor, um dos Valar da Grande Canção que caiu nas sombras de seus pensamentos.

Um ser com muito poder, mas dominado pela inveja, cobiça e maldade.

Tolkien nos leva a lugares oníricos de um reino chamado: Bereliand. Com personagens grandiosos, que nos fazem querer participar de sua incrível jornada.

Me fez relembrar das leituras de O Senhor dos Anéis e de OHobbit. Uma sensação muito boa e prazerosa.




Critérios de avaliação:


a) arte da capa.

Fruto da obra do artista Alan Lee, a capa de Os Filhos de Húrin foi a que mais me agradou, de todas as capas dos livros de Tolkien.
Consegue passar a essência do livro para o leitor com maestria e beleza.


b) Trama
  

Tolkien construiu um universo inigualável quando criou Eã, ou Terra Média como é popularmente conhecida.
São tantos conflitos abertos na história, e Tolkien consegue fechar cada um deles com perfeição.
Com seu excesso de descrição de cenário, acaba “poluindo” muito o texto, o que causa canseira no leitor. Detalhes são super valorizados, deixando a leitura muito carregada e um pouco pesada, principalmente com suas palavras difíceis e pouco usuais.


c) Caracterização de personagens

O nível de construção dos personagens é soberbo. Em hipótese alguma Tolkien comete alguma incoerência de personalidade ou atitude. Seus personagens são fiéis às suas características  e as desempenham muito bem.
Porém, como na descrição de cenário, Tolkien também exagera muito nas características e construção de personalidade.
Talvez se, desse um pouco menos de detalhes, conseguiria agradar um público maior.



d) Qualidade do livro (papel, letra, erros e etc
)

Feito pela Editora Martins Fontes, o livro tem uma ótima qualidade e acabamento, embora minha versão seja a de papel branco, o que eu não gosto (prefiro as amarelas),
Não encontrei nenhum erro de português e gramática,  como já era de se esperar se tratando do autor e o número de edições já publicadas.
Um dos pontos fortes do livro são suas gravuras. Ao longo da histórias algumas imagens nos são apresenatadas, o que enriquece a obra e presenteia o leitor.


e) Comparação com outras obras do gênero

Acredito que, de todos os livros com a mesma linearidade dos livros de Tolkien, são poucos os que se comparam com tamanha grandeza. Tolkien criou uma história soberba, com inúmeros detalhas e lugares.
Está lado a lado com os fgrandes da literatura internacional como George Martin e Frank Herbert.


Nota: 4,8
 


 

4 comentários:

  1. Moisés, suas resenhas estão cada vez melhores e gostei muito do seu sitema de avaliação. Muito original. O interessante é que conseguimos perceber bem como você chegou na nota em questão. Parabéns.

    Aguardo ansiosamente pela resenha que você prometeu de "Peregrino".

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Marcos!
    Pode deixar que já está a caminho!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Nossa! Quero muito ler este livro! Adorei o seu blog, combina mais com meu estilo de leitura do que os que estou acostuma a ler! Parabéns o layout é lindo!

    Até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá...
      Se tiver a oportunidade de ler Os Filhos de Hurin leia...
      Se gosta do estilho de Tolkien... acredito que será uma leitura inesquecível.

      Bjus

      Excluir

Postagens populares